Músicos condenam execução de rapaz de 14 anos pelas forças do general Wala

18:04
São várias as manifestações de sentimentos de revolta nas redes sociais, a que já se juntaram famosos que espelham o mesmo sentimento.

“É nestes momentos que sinto vergonha de ser angolano. Matar um miúdo de 14 anos por não aceitar que a sua casa fosse demolida é desumano. Que necessidade é que tinham de premir o gatilho contra um miúdo desarmado?”, questionou o famoso rapper KID MC na sua página oficial de Facebook.

ADVERTISEMENT
Visivelmente consternado com a situação, KID MC pede justiça: “Tem de haver justiça, a morte deste rapaz não pode passar em branco como se nada tivesse acontecido. Queremos Justiça!”


O rapper MCK também mostrou indignação perante o sucedido:

“Rufino é apenas mais um nome que entra na estatística das várias vítimas de repressão em Angola. A lista é longa, e a próxima vítima pode ser você. Cuidado com a cumplicidade do teu silêncio”, publicou o cantor de Rap, no seu perfil.

Esta manhã, 10 de Agosto, a actiz e cantora Helga Fety quebrou o silêncio com a partilha de uma imagem que espelha uma citação de um dos progenitores do pequeno Rufino António:

“Perdemos o filho, perdemos a casa, não temos dinheiro para dar um funeral digno ao nosso Rufino”.

Outras figuras públicas como Pérola, Preto Show, C4 Pedro, Big Nelo e Fredy Costa, manifestaram a sua tristeza

Este é um caso que não está a deixar ninguém indiferente, e as manifestações de revolta, os apelos à justiça, as súplicas de apoio à família continuam a aumentar.




Share this

Related Posts

Previous
Next Post »