Unitel junta-se á luta contra a Malária "Projecto Stop Malária"

09:05


Isabel dos Santos falava à imprensa, após a assinatura de um memorando com o hospital pediátrico David Bernardino denominado “Stop Malária”.
Sublinhou que é uma ação educativa, que vai sensibilizar as pessoas com informações de que há medidas que podem ser tomadas para diminuir o mosquito da malária.
Após a assinatura do memorando, Isabel dos Santos procedeu igualmente a entrega de produtos gastáveis à direção do hospital pediátrico.
Advertiu que o mosquito da malária não pode nascer e que é necessário evitar colocar “seja o que for numa vala de drenagem”.
“Temos que apelar e sensibilizar às pessoas a deixarem de deitar lixo nas valas de drenagem. A chuva quando cai tem de encontrar um caminho para correr para o rio ou mar. É muito importante não obstruir as valas de drenagem e as linhas de água, nem com construções, nem com o lixo, este é o primeiro apelo que vamos fazer”, reconheceu.
Frisou que “estamos a viver um momento particular, que chamaria de uma calamidade por causa da chuva, não é um momento típico".
Agora estamos numa situação agravada, vimos que há muita água parada, se haver empresas com bombas de água que possam bombear as águas que estão paradas nos bairros, e que se eliminem os grandes charcos e as lagoas, apelou.
A Unitel irá disponibilizar ao Hospital Pediátrico de Luanda um conjunto de meios necessários para uma atuação mais eficaz na prevenção e no combate da Malária, nomeadamente, suporte na provisão de meios de tratamento e material hospitalar diverso, ajuda e suporte na prevenção, através de medidas educacionais sobre os cuidados básicos da doença e disponibilização do corpo voluntario da Unitel para apoiar as ações sociais regulares dos hospital, entre outras necessidades.
O programa “Stop Malária” surge dentro do programa de responsabilidade social da Unitel e pretende contribuir para uma sociedade mais responsável, solidária e equitativa, assumindo o compromisso de contribuir para a melhoria das condições de vida das populações, de acordo com as necessidades prioritárias da comunidade.
O programa pretende igualmente contribuir de forma ativa para a Luta contra a Malária através de um conjunto de ações de sensibilização, nomeadamente campanhas de educação da população para uma melhor combate a este flagelo, assim como no apoio a instituições de saúde para um melhor tratamento através da disponibilidade de meios e medicamentos.

Share this

Related Posts

Previous
Next Post »