Messi ofereceu botas e ganhou o ódio dos egipcios

Já ouvimos dizer que antes de viajar é preciso sabermos o mínimo sobre a cultura do país para onde estamos a ir, por forma a evitar alguns constrangimentos. Messi está a servir de exemplo para este conselho e da pior forma.
O argentino passou pelo Egipto, onde concedeu uma entrevista ao programa MBC Masr. No final, foi feito o anúncio de que o “astro” argentino iria doar um par das suas chuteiras, com o objectivo de ser leiloado e angariar dinheiro para instituições de solidariedade. Mas, em vez de elogios, o gesto valeu duras críticas ao argentino, incluindo pela voz de um deputado e de um responsável da federação egípcia de futebol.

O deputado Said Hassain respondeu num outro programa, tirando os próprios sapatos e disse que os doaria aos necessitados na Argentina. “Que sapatos queres vender, Messi? Quanto dinheiro estás convencido que vais angariar? Não sabes que a unha de um bebé egípcio vale mais do que as tuas chuteiras? Guarda as tuas botas para ti ou vende-as a Israel”, afirmou.
“Messi, nós os egípcios somos 90 milhões de pessoas e temos orgulho, temos os nossos sapatos. Não precisamos de comer com o dinheiro dos sapatos de outras pessoas. Eu compreenderia se tivesses doado o equipamento do Barcelona para ajudar os egípcios, isso é aceitável? Mas apenas as botas? É humilhante para todos os egípcios, e eu não aceito esta humilhação. Os egípcios podem não ter comida, mas têm orgulho”, acrescentou o deputado.
Isto tudo porque arremessar sapatadas contra alguém é considerado um insulto no mundo muçulmano.
Said Hasain vai ainda mais longe na sua indignação e afirma: “Nós, os egípcios, nunca fomos tão humilhados durante os nossos 7000 anos de civilização.”
Messi ainda não comentou as reações ao seu gesto filantrópico mal interpretado. A autora da entrevista já veio a público explicar a real intenção do jogador: “É uma tradição do nosso programa ficarmos com uma recordação dos convidados e leiloá-la para angariar dinheiro para caridade. Fiquei surpreendida, porque nunca dissemos que íamos oferecer as botas a uma instituição egípcia ou de qualquer outro lado. Não sei porque dizem que ele ofereceu as chuteiras ao Egipto.”
O ex-internacional egípcio Mido, por seu lado, usou a rede social Twitter para agradecer ao argentino pelo seu gesto: “O objecto mais precioso para um escritor é a caneta… e a coisa mais preciosa que um futebolista tem são as chuteiras. Espero que parem com as falsas acusações.”

Sobre nos Young Dv

Este Portal foi criado com intuito de levar ate a sua casa o melhor do entrenimento angolano e não, se for musico, pintor, designer, etc. e querer anunciar no nosso site não exite e ligue para 998520502.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários :

Enviar um comentário