Tribunal do Caso “Neth" condena Miguel Catraio pelo crime de injúria a Magistrado Judicial

07:21

O julgamento do caso Neth produziu mais uma audiência e mais um facto que resultou em crime.

Pela segunda vez Miguel Catraio acusou o tribunal de ser parcial, estar a prejudicá-lo e de querer condená-lo a todo o custo.

Na primeira vez o tribunal revelou esta acusação, mas  esta vez o ministério público entendeu que essa acusação configura no crime de injúria contra o magistrado judicial.

Pelo facto, Miguel Catraio foi julgado sumariamente, condenando a sete meses de prisão, pena que, a pedido do advogado, foi convertida em multa de 300 mil kuanzas e uma taxa de justiça de 50 mil kuanzas.
 
A pare deste facto foram ouvidos anteriormente mais três declarastes do processo, dois são funcionários do Hotel Confidente e uma, a senhora que vendeu o cabelo que as rés cortaram da cabeça na Neth    no dia do crime.  

As audiências voltam a acontecer nos dias 18 e 19 de Janeiro.

TPA / AF

Share this

Related Posts

Previous
Next Post »