Apple não quer mais mulheres nem negros nos quadros de topo

06:33
O conselho de administração da Apple recomendou os accionistas a “votar contra” o aumento da diversidade nos cargos de chefia da empresa, afastando as mulheres, os negros e as minorias dos quadros de topo, informa o jornal português Económico.
A notícia surge cinco meses depois de o director executivo Tim Cook ter anunciado que ainda havia muito por fazer para garantir a diversidade na Apple. A empresa não comentou a recente recomendação do conselho de administração.
Entre os oito membros da administração da Apple apenas três não são brancos: o ex-presidente da Boeing James Bell, que é negro, e duas mulheres – Susan Wagner, co-fundadora da Black Rock, e Andrea Jung, CEO da Grameen America.
Nos quadros executivos 63 por cento são brancos. A falta de diversidade nota-se inclusive nas lojas, em que 54 por cento dos colaboradores são brancos, segundo dados de 2015.

Share this

Related Posts

Previous
Next Post »