KENDRICK LAMAR FALA SOBRE SEU PRÓXIMO PROJETO, SEU ARTISTA FAVORITO DE 2015, MEEK MILL X DRAKE E +

23:07

Já fazia algum tempo que Kendrick Lamar não dava uma boa entrevista, mas ele finalmente trocou um bom papo com o pessoal do The New York Times. Na nova edição do jornal, o rapper de Compton falou sobre uma variedade de assuntos, tais como: seu próximo projeto, seu artista favorito de 2015, a treta do Meek Mill com Drake, suas 11 indicações ao Grammy, e outras coisinhas mais.

Separamos e traduzimos alguns dos trechos mais interessantes dessa entrevista, e vocês podem conferi-los logo abaixo.

Sobre suas 11 indicações ao Grammy:
Ser reconhecido pelo seu trabalho é sempre uma grande realização, seja se tratando das pessoas na minha cidade, crianças nas ruas, de todos os modos até os Grammys.

Sobre ser o segundo artista mais indicado em um ano, ficando apenas atrás de Michael Jackson:
Eu ainda estou absorvendo tudo isso. Michael sempre será o melhor. Eu estou feliz com essas 11. Eu nunca sequer iria imaginar em me colocar no mesmo nível do Michael, simplesmente porque eu não fiz o trabalho que ele fez. Não poderia ser um número melhor.

Sobre o presidente Obama ter dito que "How Much A Dollar Cost" é sua faixa favorita de 2015:
Eu descobri isso quando geral descobriu. Isso é louco. Essa é uma das minhas faixas favoritas também. Um monte de vezes esquecemos que pessoas da alta classe também são humanas. Ao ouvir que ele gostava das mesmas paradas que eu gosto, isso só fez entender mais ele como pessoa, ao invés de presidente.

Sobre seus artista favorito de 2015:
Future matou, é claro. Ele destruiu. Drake destruiu. A ética de trabalho do Future é louca, sua energia e tal. Isso é uma das coisas no hip-hop que as pessoas mais entendem mal: é apenas hip-hop. Você não pode dizer apenas que o que eu faço é hip-hop, porque hip-hop é todas as energias. James Brown pode chegar numa faixa e murmurar o dia todo. Mas adivinha? Você sente sua alma em todas essas faixas.

Sobre ter acompanhado a treta do Drake e Meek Mill:
Não, eu não fiz isso. Essa parada é deles.

Sobre seu próximo projeto:
Eu só estou escrevendo, escrevendo, escrevendo. Eu tenho todos esses cadernos comigo, até que eu me inspire para voltar e fazer música. Eu nunca tiro férias da minha caneta, porque eu me orgulho disso. Assim como parar de fazer música, sim, eu não posso simplesmente ir e me forçar. Eu tenho que vir de algo original e orgânico. Isso pode ser amanhã, isso pode ser daqui a dois anos.

Share this

Related Posts

Previous
Next Post »